quarta-feira, 29 de novembro de 2006

Cigarros e Gravidez

Antes de engravidar e apesar de ser fumadora, sempre "cantei de galo" em relação às grávidas que fumavam. Achava sinistro. Ainda acho.
Dizia que quando fosse comigo, bastar-me-ia o estímulo de saber que tinha um bebé na barriga para imediatamente deixar de fumar.

É claro que não é assim tão fácil e devia ter estado calada.

Quando não enjoamos o fumo nem nada, é muito complicado deixar de fumar de repente. Reduzi de 20 para 6 cigarros mas o meu objectivo é deixar de fumar a partir de Janeiro, uma new year resolution com um extra que é o facto de me preocupar com a saúde do meu bebé.
Socialmente falando, fumar quando já se tem barriga é das coisas mais politicamente incorrectas que se pode fazer. Somos olhadas de lado e até na taberna que há ao pé de minha casa e onde compro cigarros, daqueles sítios onde se entra e se fica embriagado com o cheiro a vinho e que não vende uma bica porque não tem café, até aí o taberneiro se sentiu no direito de dizer:
- " A menina não devia fumar"!

Pois não, eu sei. Mas dispenso o julgamento alheio. Já basta o tempo que eu passo a auto-julgar-me.

(Eu antes de engravidar - imagem retirada de BrunoEspadana.com)

5 comentários:

ulis disse...

Então e quando elas olham com ar de fuzilamento, comentam para o lado o pobre bebé que vai nascer logo fumado e de seguida aviam um tabefe ao filho que o viram do avesso, por as estar a chamar há 5 minutos e elas não ligarem nenhuma?

Ah mamãs conscientes!!!

Anónimo disse...

Em neurociencias do comportamento , dizia-me em 94 o Dr Quintino Aires "É preferivel ir deixando de fumar , que cortar drásticamente e causar stress no bébé"
Apesar de ter tido a sorte de como fumadora ter ejoada semanas antes de saber que estava grávida, o belo do cigarrinho, faz-me confusão ver uma mulher grávda , a fumar.

Mas do mal o menos, é preferível ir deixando aos poucos ... o stress gerado pela mãe na criança tb não é melhor!

um beijinho.

sara disse...

Também és Psi, Sónia ?

JL disse...

no primeiro trimestre, onde há diferenciação celular, é onde a ausência de toxinas é mais importante. se queres a minha opinião neste momento podes fumar à vontade - não é bem assim mas anfãn.
;)

supertatas disse...

no primeiro trimestre é que é tudo importante e acontece tudo, está muito mal feito isto!! no primeiro trimestre, grande parte dele, uma pessoa ainda nem sequer sabe, como se pode conter, ein? pxé!