domingo, 10 de fevereiro de 2008

Birras, birras e mais birras















Independentemente da bronquiolite (felizmente ligeira) que teve, ando a reparar que o M. está bastante diferente há mais ou menos um mês. Começaram por ser ligeiras diferenças de temperamento, mais desafiante, a cuspir a sopa e a rir-se a seguir e a chorar cada vez que eu ou pai saíamos da sala.
Ora, as coisas começaram a complicar-se há duas semanas. Do bebé tranquilo, que brincava no parque sozinho e que pouco protestava já não resta muito. Actualmente, o M. faz birra durante todo o dia (agora mais porque esteve em casa) com algumas pausas de boa disposição pelo meio.

Não quero com isto dizer que ele passa o dia a chorar, mas, no final do dia, é essa a sensação com que fico. Parece que não se entretém com nada, quer estar sempre ao pé de nós e a única forma que temos para ele não protestar, é mantê-lo de pé agarrado a qualquer coisa. Apesar de ainda não se pôr de pé sozinho nem gatinhar, aguenta muito tempo se estiver apoiado e ri-se muito enquanto está assim. Basta eu tentar sentá-lo que começa o berreiro. Mudar a fralda ou vestir tornaram-se tarefas hercúleas, de grande exigência física e sobretudo mental para aguentar tanta gritaria. Eu canto, faço festinhas, mas nada parece acalmar aquele excesso de energia.

A minha teoria é que ele está a chegar a uma fase em que já percebeu que mais dia menos dia vai andar ou pelo menos locomover-se sozinho e por não conseguir fazê-lo, fica frustrado e chora e esperneia.

Alguém está a passar ou já passou pelo mesmo?

É que por mais blogues que leia, e perdoem-me a franqueza, os "repolhos","princesas" e "docinhos" são sempre lindos e já batem palminhas, já gatinham e fazem gracinhas, mas (e respeito a opção) os pais "blogueiros" têm alguma resistência em falar da parte menos boa da maternidade (salvo raríssimas excepções).

Às vezes até tenho medo de ser mal interpretada por quem lê as minhas contribuições aqui no blog, porque enquanto a Tatas tem mais tendência para relatar o lado mais feliz do seu minúsculo (e ainda bem) eu falo das coisas mais complicadas muito porque gosto de saber se o meu M. está a passar por fases que outros bebés já passaram.


**Em relação ao meu último post e para que não restem dúvidas, "feitio comunista" é o nome que a minha família dá às birras. Porquê não sei, mas também poderia ter dito "fascista" ou "anarquista".

19 comentários:

Supertatas disse...

ora ora, mas que o minusculo faz essas birras qd fica sozinho já há muito muito muito tempo e eu tb já o disse aqui, a mim parece-me o que eles chamam de sindrome da separação precoce, eles já sabem bem o que é estar sozinho e o estar acompanhado, mas ainda não têm noção que as pessoas voltam. e olha que ele já gatinha e faz a birra à mesma, principalmente à medida que o dia avança; de manhã está sempre bem disposto e brinca sozinho etc, depois, como sempre foi teimoso para dormir durante o dia a coisa vai piorando porque está muito cansado e a lutar contra o sono. tb faz birras para vestir e despir, então no médico, como eu dizia no ultimo post, é do pior, pxé!, e tb faz birra, e pior; amua!!, qd lhe digo que NÃo ;)

Sara disse...

Estão sinistros Tatas! Sinistros!

Supertatas disse...

bom não diria tanto, tu estavas era mal habituada porque o m. sempre foi de trato muito ligeiro ;)
eles começam agora a ter personalidade e por enquanto esta é a unica maneira que têm de se manifestar.

Anónimo disse...

Fascista é muito diferente de comunista... ok obg pela explicação;)

Sofia Quintela disse...

Minha querida Sara, pelo teu post percebo que não lês o meu babyblog (madamesupermamã) porque o que mais fiz desde que ele nasceu foi queixar-me, queixar-me, queixar-me lol.
E sim o meu está (nascido um dia antes que o teu) exactamente na mesma fase, entretém-se pouquissimo tempo sozinho, só quer a nossa companhia, e só quer estar de pé. Para vestir e passar creme no corpo é uma berraria e contorse-se todo, para mudar a fralda igual, menos para comer, mas por vezes ao fin da reeição já faz birrita. O que eu faço é distrai-lo sempre com alguma coisa, na hora da refeição ou canto ou se vejo que está muito agitado e nao vou fazer nada dele, ligo o baby tv e já está fica hipnotizado, na mudança de roupa e fralda antes de o deitar, porque mal o deita guincha que nem um porco (lol) é ir buscar logo alguma coisa que sei que a partida o vai distrair, neste momento está com a caixa dos meus oculos, adora, mas daqui a dois dias vou ter de arranjar outra coisa porque depois de explorados os objectos já não se aguenta quieto outra vez.
Mais uma vez, é preciso uma dose de paciencia muito grande para tratar de um bebé.

Mãe do Miguel Afonso disse...

Subscrevo por baixo, por isso fica descansada que não és a única.
No meu blog tb refiro muitas vezes as birras do Miguel e o meu cansaço e falta de paciência para as mesmas.
O meu blog é privatizado mas terei mto gosto eu te incluir na lista caso queiras (a Supertatas já consta).

Bjs e resta dizer mta paciência que isto são fases ( pelo menos é o que me dizem),
Ana

mãe disse...

Pois cá por casa eu tinha uma menina miss perfeitinha, lembram-se ?? Não chorava, não fazia birras, mamava a dormir e era um docinho... pois era, agora foi trocada por uma bichesa do mato, que grita e esperneia e contorce-se na mudança da fralda e no veste despe, que bate e arranha a mãe e já me deixou um lábio descadeirado e fez saltar as lentes dos óculos e amanda-se para trás de fúeria e raivinhas...
Não sei se tem a ver com a locomoção... a minha ainda não anda mas chega bem onde quer, gatinha e trepa por cima dos móveis, dos sofás e até da televisão... acho que estão na fase do dormir menos, e aprenderem mais, ao mesmo tempo têm sono e andam cansados e doentes e constipados e com os dentes e não querem dormir porque é giro estar acordado... mas olha, deixa lá, isto passa mesmo, pelo menos até aos terrible two ainda vais ter uma pausa (lets hope so)

May disse...

Eu acho que tu até já percebeste o que se passa, é uma fase do desenvolvimento e acho que todos passam por isso.

O meu puto tem bom feitio por regra, até se chatear com alguma coisa, lol. Também já referi no blog algumas das gritarias que ele faz, nomeadamente para comer banana e de noite quando lhe tento espaçar as mamadas.
O Tiago nunca foi miúdo de estar muito tempo sozinho, precisa de muita interacção e também só quer estar em pé, agarra-se ao parque e para lá fica uns bocados, mas não por muito tempo.
O que eu faço para tentar dar a volta à questão é quando tento que ele se sente no chão a brincar e ele reclama imediatamente, sento-me com ele também. Brinco com ele, rio-me, mostro-lhe bonecos faço vozinhas e palhaçadas. Normalmente resulta. Ele fica tão entretido na brincadeira que já não se chateia se eu me levanto outra vez.
Experimenta com o M., pode ser que resulte!
Para vestir e despir e mudar a fralda sempre tivemos gritaria, ele nunca gostou, especialmente se estiver com sono. Normalmente dou-lhe um boneco para a mão. às vezes resulta outras nem por isso, lol! Temos de ter muita paciência porque esta é uma fase crucial do desenvolvimento deles e eles precisam mesmo de muita atenção.

Sofia e Beatriz disse...

No meu blog, nao falo muito de birras, é um facto. Mas elas existem, ó se existem!!!
Não acho que as birras tenham a ver com a locomoção. A Bia percorre a casa toda a gatinhar ou agarrada às coisas, e faz birras na mesma.
Eles estão numa fase, que não gostam de estar sozinhos, gostam da nossa presença. T
Já começam a entender o significado do Não, e começam a testar-nos em tudo.
A bia faz imensos beicinhos, e ginetes... mas eu honestamente não vou na conversa. A minha mãe fica "chocada" porque segundo ela: A menina é muito pequeninha para estar a chorar!
Mas se eu digo não, é não mesmo!
Prefiro não ceder...senão mais tarde arrependo-me :P

Beijinhos Nossos

morgy disse...

Oh minha querida, realmente tu andas é com pouco tempo para ler babyblogs :) o gabriel já deixou à muito a fase da gritaria para vestir e trocar fralda, agora roda, senta-se, levanta-se tudo enquanto o tento vestir ou trocar a fralda. As auxilares da creche têm medo de lhe trocar a fralda.
Ainda hoje a trocar-lhe a fralda no chão da casa da minha mãe acabei sentada em cima da fralda mijada e vim mijadinha para casa. Sim, EU vim mijadinha! Vá lá que não era uma fralda cagada, porque aí quem gritava era eu!

Charlotte disse...

Gostei da tua prontidão e franqueza e sou mais uma que subscreve por baixo.
Por vezes lemos muitos blogs poeticamente enfatizados...
O meu T. sempre foi um bebé de temperamento difícil e de birras para tudo e nada, mas ao contrário do M. de há um mês para cá mudou e está o dia da noite... felizmente!
Ah, gostei da expressão "feitio comunista";)
Haja sentido de humor:)))
Beijinhos***

Sonia&Mi disse...

A minha não é muito de birras ou gritarias mas não me deixa dormir e apesar de comer bem, são precisasartimanhas circenses para a fazer abrir a boca. sózinha nem pensar, abre a goela e não pára de chorar, desde os 8 meses que chora se me de deixa de ver e chama-me á atenção se se farta de estar a brincar sózinha assim a 1 metro de mim. Chora no banho quando lhe tiro o shampoo da cabeça, chora quando lhe mudo a fralda, chora pq são horas de dormir e não dorme... é uma canseira , mas sei que há piores , que o crescimento é feito de fases e eles acabam sp por passar por elas ;)))

Tudo isso que relatas, é normal, são elesa crescer , e quase sempre a testarem até onde os deixamos ir :)))

beijos

pimenta rosa disse...

e eu continuo descabelada mesmo que seja uma mini birra, a "coisa maiiii riiica" cá de casa também pode ser uma bela chata!!!

Alexamaral disse...

Sara, apesar de não nos conhecermos não posso deixar de comentar o teu texto. O meu filho nasceu no dia 18 de Maio - como vês são praticamente da mesma idade. Revejo-me absolutamente no que relatas! O meu está doente desde os 4 meses (broquiolites e otites consecutivas) e há cerca de 2 que se transformou por completo! Só quer estar de pé, está birrento todo o dia, é bruto como nunca vi, sempre aos murros e aos estalos, grita que nem um desalmado até ficar rouco quando está insatisfeito com alguma coisa e chego à noite com a sensação de que levei uma sova. Não me parece que haja motivos para nos preocuparmos e há que ter a esperança que ao crescerem e começando a andar a coisa mude... bjs Alexandra (amiga da Cláudia amiga da Tatas).

Mia disse...

Sara, já há muito que leio o vosso blog (acho que comentei uma vez.. ainda na gravidez) e adoro-o.. sei lá porquê!
As birras..ui...as birras!! O Tomé até é um santito para a mamã ou talvez seja o meu "ouvido duro"(defeito profissional) para as birras. Mas tenho consciência que ele as faz com o pai, avós, auxiliares e afins.
É ver o papa a transpirar quando o filhote se atira para o chão a gritar, vermelho que nem um tomate, porque quer meter os dedos na ficha... bebés fofinhos! lol

beijocas grandes

Paula Alves disse...

sara, sinceramente o aziz nunca fez birras para se vestir ou despir ou para por a fralda mas fez birras... a técnica que usei foi deixá-lo espernear e berrar durante um bocado. eles aprendem desde pequenos que conseguem manipular-nos com ataques de fúria. tens de saber qual o motivo da birra e para cada um uma abordagem diferente. é claro que agora as birras do aziz são por coisas diferentes, ou quer um segundo gelado ou quer ver mais televisão ou quer um cão da loja dos animais mas é sempre a frustração que o leva a ter estas fúrias. e vai dando resultado ignorar as birras do aziz... hoje amuou porque não lhe comprei uns óculos de sol e virou-se para mim e disse: "eu tou zangado!". bem melhor que atirar-se para o meio do chão a espernear-se a exigir o raio dos óculos. são estas pequenas vitórias que me deixam com um sorriso nos lábios.

Amores Perfeitos disse...

eu sou uma visita assidua do vosso blog.Raramento comento pq leio atraves do bloglines mas este post tinha o lido e retive na minha mente que tinha de comentar.

A minha filha é realemte mto calma e nunca me deu más noites,mas ele....

eu as vezes digo lhe q a sorte dele é ele ser meu filho...lol

eu no meu blog queixo-me mesmo mto e não me queixo mais pq até tenho vergonha:D:D

ele desde os 6 meses q chora a plens pulmoes, e hoje quase com 2 anos tem um feitio q por vezes dá vontade sei lá de quê.

a paciencia é a tua grande aliada,acredita


um beijo grande

MamaBe disse...

ai..o meu ultimo post foi sobre isso mesmo, birras...e está cada vez pior. eu cá acho que foi da semana que passou em casa doente, mais visitas ao medico, mais urgencias, aerossois e o diabo a sete.pode ser que entre nos eixos agora que voltou à creche, mas, sinceramente, depois de ler estes cometários todos, perdi a esperança :S as birras vieram para ficar!? webjinhos da mamabe e sebastião feijão

Nasnuvens disse...

Lol! Birras e Mais Birras! Birras pk tal como o teu ainda nao se consegue deslocar , sozinho, ker a minha companhia constantemente, de preferencia na mantinha onde ele brinca, se viro as costas é xoro na certa, e qd o tiro do banho entao.para o vestir e depir depois do banho tenho sempre k pedir ajuda,enquanto outra pessoa segura eu vou vestindo , poara o menino puder estar de pé senao é só xoro. para mudar a fralda é a mm coisa. Mas nada que por vezes uma boa musica ou uma distração não tratem. E olha que ele sempre foi bom de tratar...