quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Uma grande amiga minha de infância

Grávida de 36 semanas perdeu hoje o bebé.
Está no hospital à espera que lhe induzam o parto desde a tarde e dizem-lhe que só amanhã de manhã é que o irão fazer. Não deixam sequer o marido estar com ela.
Como é possível?
FODA-SE, QUE GRANDES FILHOS DA PUTA!
É o que me ocorre dizer, gritar para toda a gente ouvir, porque de resto nem sei que sentir, quanto mais o que fazer para ajudar : (

20 comentários:

mãe disse...

:((
(não há palavras para lamentar o perder de um filho, mas também não há como aceitar a magnitude da estupidez humana em certos hospitais e com certa gentinha... quando tudo já estiver acabado, já será tarde demais, mas uma reclamação muito bem feita e fundamentada, era o que viria a calhar, porque mesmo que a tua amiga esteja internada à espera da indução, mesmo que sem direito a acompanhante, mandava a simples decência, a suposta humanidade dos profissionais de saúde, que ela estivesse acompanhda pelo marido, que também perdeu um filho)

Mãe da Tiz disse...

Estou completamente arrepiada, nem sei o que dizer...

:(

rita disse...

faço minhas as palavras da "mãe"...
Bjs

gotas de chuva disse...

Ás 36 semanas?

Que cruel e grande desumanidade

:(

pekala disse...

é ridículo e revoltante.filhos da puta MESMO!

Belita disse...

Sem palavras, apenas que lamento muito, muito....

Gaivota disse...

:((

Dunga disse...

Não me ocorre nada, é realmente desumano! Já não basta todo o sofrimento que aquele casal estará a sentir??...Arrepia-me no pior sentido...!

patrícia disse...

:'(((

Tânia disse...

Estou absolutamente chocada...

M. disse...

infelizmente a minha prima passou por uma situação bem parecida em Coimbra...

Angi e Bia disse...

...infelizmente a vida por vezes é cruel...e as pessoas infelizmente também o são...
Bjocas

InêsN disse...

há cerca de um ano uma amiga minha passou por algo parecido (com o mesmo resultado)...

tentei "estar com ela" através de sms regulares para a lembrar de que estava ali quando ela quisesse. ainda está a sarar...

quanto ao hospital...uma queixa bem formada não lhes fazia nada mal :|

super-ervilha disse...

:| q grandes animais

Sofia e Beatriz disse...

:(

ritaR disse...

!
não lhe tira dor mas seria, é, caso para expôr o hospital e fazer toda a gente fugir dele. apresentar queixa, se houver fundamento jurídico, apresentar indignação junto da admnistração, ministério. não a tua amiga, não já, que terá muito mais em que pensar, mas alguém por ela ou ela mais tarde.
às vezes esquecem-se do que é ser gente e é preciso lembrá-los.

joana disse...

Como mãe de um bebé que nasceu há 3 meses de 34 semanas, e que hoje tem quase 6 kg e um sorriso enorme, não consigo conceber a ideia de tamanha perda e muito menos de vivê-la na solidão de um quarto hospitalar sem alguém com quem compartilhar tanto sofrimento.

Mãe da malta disse...

Desumano.

Ana Rute Cavaco disse...

que tristeza.

Patrice disse...

fónix :o(