quarta-feira, 17 de janeiro de 2007

Frango com farinheira


Depois de uma hora em pé a cozinhar uns peitinhos de frango com farinheira e ameixas com arroz de açafrão, fiquei arrumada a um canto. Aliás, estar de pé é o que me custa mais nesta altura da gravidez e a sensação que fica a seguir a um período mais cansativo é que o tronco não me encaixa nas ancas.

Este é o tipo de limitações que pode ser chato na gravidez, particularmente as dores nas costas, que nos obrigam a sentar firmes e hirtas, com as costas direitas e os pés mais acima, caso contrário sentimos muitas dores.
Hoje de manhã e para me obrigar a fazer algum exercício, andei 20 minutos a pé que irei repetir ao final da tarde.
Se tivesse um senhor como o da imagem a fazer-me massagens todos os dias era uma mulher feliz.


3 comentários:

bruno disse...

não percebo, não costuma demorar uma hora. :|

supertatas disse...

eras uma mulher feliz e com uma barriga toda esmagada :')
ontem tb andei duas a pé no ikea, no fim já parecia que ia explodir, o que me fica a doer; nem é doer sequer, é uma especie de mega tensão; é a barriga - fica durissima principalmente em cima e fico com os abdominais como se tivesse feito 10 horas de ginástica :S

Sonia disse...

:D
cada x custa mais!
A barriga mais pesada e a descair , então é terrível. As costas , os rins e as pernas reclamam e o nosso sentido de equilibrio altera, o centro gravitico passa a ser outro e tudo isso tem de ser aprendido inconscientemente.

beijinhos **