sábado, 17 de janeiro de 2009

Têm sido díficeis

As noites.
Vou desculpando com a gripe mas acho que isto já é mais do que o mimo da doença ou o desconforto do nariz entupido. Acho mesmo que chegou aquela fase da mãezite aguda que só passará quando tiver vergonha que o beije à frente dos outros meninos quando o deixar na escola, e isso é quando? lá para os 3 ou 4, não? 
Só se sente bem a dormir, literalmente, em cima de mim e eu não o queria habituar a dormir na minha cama, porque dormimos mal os dois, estou sempre a chegá-lo para um lado com medo de o esmagar e consequentemente a incomodá-lo, depois fico com medo que caia ou sabe-se lá o quê... enfim :$
Para o adormecer tenho ficado lá no quarto dele com o braço metido nas grades a dar festinhas, depois a inventar histórias ou simplesmente a conversar até ele finalmente ceder. Ultimamente tenho até conseguido ficar só sentada no chão a olhar para ele enquanto ouvimos os dois música ou aqueles sons relaxantes da natureza. E assim a coisa pode demorar tão pouco como dois minutos ou tanto quanto uma ou duas horas.
Às tantas já quase que sou eu que adormeço primeiro, com uma bochecha vincada numa trave da cama, com um pé dormente ou uma perninha encãibrada e ele ainda anda por ali a tentar enfiar a chucha suplente no Pocoyo ou repetir insistentemente e cheio de entusiasmo uma ou outra palavra nova que aprendeu. 
Hoje por exemplo, já não sei quanto tempo depois e de rabo quadrado, já sem posição nenhuma, doiam-me tanto as costas que resolvi sentar-me à chinês muito direitinha com os braços nos joelhos a fazer força para esticar ainda mais. Entre o embaraço muscular da situação pensava para com os meus botões coisas entre o foda-se-que-tás-tão-perra e o ahhhhh-que-bem-que-isto-sabe que fechei os olhos por uns instantes; comecei logo a ouvir um reboliço nos lençois e o *pop* da chucha a saltar-lhe da boca que quando os abri outra vez vi um Minúsculo muito sentadinho de sorriso maroto a olhar para mim e a dizer: Buda!
Claro que me desatei a rir e, claro, mais 40 minutos de regabofe até adormecer. 

10 comentários:

Gaivota disse...

Que desespero :| mas ao menos ainda te riste.

Já tentaste adormecê-lo na tua cama ou no sofá e depois levá-lo para a camita dele?

Aqui por casa andamos no mesmo. Desde que foi para a creche, num ápice desapareceram meses e meses de bons hábitos a adormecer na cama dele. Agora até parece que a cama tem picos.
Já tentei a abordagem da cara encostada às grades e da dormência e dores nas costas, mas acabei por desistir confrontada com a necessidade premente de dormir! Se descobrires uma solução, avisa. Eu vou alternando entre adormecê-lo na nossa cama ou no sofá...

Márcia disse...

O teu minúsculo não é caso único. O meu bebé tem 8 meses e tb já teve rotinas de dormir; adormecia sozinho na sua caminha, no seu quarto e tudo corria às mil maravilhas. E depois vieram os dentes e isto alterou-se tudo. Agora, normalmente adormece a mamar ou ao nosso colo na sala e depois vamos colocá-lo na caminha e rezamos para dormir pelo menos 6 horas (sniff, sniff, já dormiu 8 seguidas)...Durante a noite tenho muita dificuldade em estar suficientemente acordada e clama para o voltar a adormecer, por isso normalmente quando acorda a meio da noite acaba por vir para a nossa cama e adormecer ao peito,sempre posso continuar a dormir...Enfim, espero que a vossa e a nossa situação melhore...

Mafalda disse...

O teu minúsculo é um castiço!A chamar Buda à mãe! Liinndddoooo!

Melissinha disse...

Hehehehehehhe isto não há respeito nenhum, é como te digo, dava-lhe um belo dum correctivo! :D

Mãe da Tiz disse...

Durante o dia ainda me dou a esse trabalho, mas à noite nem pensar, ao fim de 2 ou 3 idas para ir por a chucha vem para a nossa cama!
Adorei a do buda;)

beijos***

[Paula Alves] disse...

não tive esse problema das dormidas porque ele nessa altura dormia connosco (eu e balé)... os beijinhos em público é mais tarde: o aziz vai fazer 4 e quando o vou levar ou buscar à escola há sempre uma troca gigantesca de beijocas entre nós os dois.

mm disse...

Nem sei o que dizer: o sono deles é uma praga. Às vezes só mto tarde é que meto a minha na cama e tento sempre ficar acordada mais um bocado porque sei q o mais normal é ter de lá ir umas 3 vezes. O que dá que quase uma hora depois de a ter deitado ainda tenho de estar disponível para a deitar. Mas nunca fico no quarto: digo "até amanhã", ela responde e saio. Sempre o mais escorreitamente possível.

Lau disse...

O teu filho tem futuro como comediante, pá! Nós por cá adormecemos o nosso Moranguito ao colo, ou no sofa (quando ele está para amar), e depois cama. N temos grades na cama dele para lhe poder fazermos festinhas.

Deva* disse...

Iluminado este Minúsculo :D

Mar disse...

É mesmo complicado! A Leonor tem menos uns dois meses que ele e só agora começou a adormecer assim, na cama comigo ali toda debruçada...mas pelo menos é melhor que o colo...eu já não aguentava.
Porque é q não compras uma cama maior para ele? Assim já te podias deitar com ele até adormecer...eu tou a pensar nisso para daqui a uns meses.

Bjs