terça-feira, 22 de maio de 2007

Infantários

Depois de alguma angústia ao perceber que dos quatro infantários estatais onde inscrevi o bebé só um me deu resposta (negativa), comecei a ligar para os privados.
A decisão de o pôr num infantário a partir dos 5 meses não é uma decisão tranquila. Por mim ele ficava com os avós até fazer um ano ou dois e tenho a certeza que ficaria muito melhor, só que logisticamente não é fácil e teria de fazer 4 viagens Lisboa - Barcarena todos os dias para o deixar com a avó, o que era incomportável.

Depois de muitos telefonemas, encontrei um Externato (dos 5 meses aos 10 anos) na zona da Estrela que tem vaga para a altura em que terei de o deixar. Fui visitá-lo ontem, com o bebé no marsúpio e agradou-me bastante. Tem espaços ao ar livre, as pessoas com quem falei eram muito simpáticas e atenciosas e mostraram-me todas as instalações.
O preço, apesar de tudo, não é muito alto. São 250 € mensais quando eu esperava que fossem para aí 450 €.

Saí de lá bem disposta por achar que ele fica bem entregue, mas não deixa de ser triste pensar que daqui a uns meses já terei de o deixar :(

Agora lá vou eu, que ele quer comer.

6 comentários:

Mafalda disse...

250 euros! Eu não quero ter filhos nos próximos 10 anos, mas chiça, até a mim essa doeu! Por outro lado, o Manel é lindíssimo :)

Claudia_peixinha disse...

250 € achaste pouco?

Se bem que aqui é mediante o IRS dos PAis,fazem o calculo da mensalidade.

Um beijo ao teu Manuel.

Sonia&Mi disse...

Ainda bem que apesar de o teres de deixar numa escolinha, encontraste uma que te insipre confiança.
Beijinhos :D

charlotte disse...

Hoje foi a nossa vez de deixarmos tudo entregue na creche, agora a ver vamos se é ou não selecionado... o mais estranho de tudo é estar a despachar tudo isto qd o Tomás ainda nem nasceu; enfim!O teu menino está lindo:)
Bjs*

morgy disse...

sara, o pós parto que vou fazer já vinha incluído no curso de preparação. Vou fazer no lumiar na clinica das conchas.
Este é para pais, mães e bebés, inclui avaliação dos pais com a psicóloga, avaliação física com a fisioterapeuta e coisas giras como massagem para bebés e baby ioga.

Patrice disse...

Na aldeia onde moro, num berçário sem quaisquer condições (fizeram o berçário no espaço construído para uma loja, no r/c de um prédio, em que as janelas são as montras normais, q não abrem; os bébés até começarem a andar ficam num quarto sem luz natural, em camas de grades, todas juntas para caberem muitas) pagam-se 275€ fora as fraldas, os cremes, os leites, os iogurtes, etc etc. E é uma aldeola fora de Lisboa, como sabes.