quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Este Minúsculo,

Desde que lhe tirei, mais ou menos há um ano, as grades da cama, que ganhou um difícil-de-quebrar-hábito de aparecer no meu quarto a meio da noite, de choramingar para eu o ajudar a entrar/subir na minha cama-que-está-a-dois-palmos-do-chão e aí passar o resto na noite, praticamente sempre em cima de mim.
Agora, não só já não tem esse costume, como adormece sozinho e como esta noite apareceu só para me mandar fazer pouco barulho enquanto eu tossia feita doida e me contorcia de arrepios de febre, que ele queria dormir, agitando o indicador como eu lhe faço quando me zango e ficando eu a olhar para cima de tão alto que já está.
Crescem depressa demais : (